terça-feira, 2 de junho de 2009

Em silêncio.

Ama-me,
mas o faça em silêncio.
Não chores por mim,
Não vivas por mim,
Não morras por mim.
Nem ao menos diga aquelas três palavras.
Tenho medo do escuro,
Tenho medo da solidão,
Tenho medo do amor.
Ama-me, mas o faça em silêncio.
Quero apenas que me admire,
que me faça rir,
que seque minhas lágrimas
e me abraçe,
em silêncio.
Ama-me,
mas o faça em silêncio.
Não faça juras
Não escreva cartas
Não compre rosas.
Ou então,
tente apenas não me amar.
Não quero olhar seus olhos
e sentir-me culpada
por essa lágrima doce,
que corre pelo seu rosto
enquanto me vê ir.
De novo.

3 comentários:

  1. Olha que linda !

    Primeira vez que vejo em versos por aqui, amei de verdade. Um Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Medo de amar, todos temos :)
    alguns omitem, outros deixam claro, e outros simplesmente não querem (y)

    Lindo o Blog, adorei o post :*

    ResponderExcluir